A Vênus Platinada se converteu?


Alguns sábados atrás, de folga, sem ter muitas opções pela manhã, “tive” que ouvir alguns programas evangélicos. A TV da sala estava ligada, mesmo estando em outro cômodo da casa, ouvi alguns pregadores se “esgoelando” em busca de seguidores e, principalmente, de patrocinadores para os seus programas. Isso me deixou pensativo, e com algumas indagações. O que de fato me incomodou, e me incomoda, é a crescente aceitação que a igreja vem experimentando nos últimos três anos, daí eu me perguntei: Será que a igreja evangélica brasileira alcançou a maturidade para lidar, de forma sadia e equilibrada, com o poder, com a riqueza e com a fama? Será que ela consegue fazer, no meio de tanta popularidade, uma leitura correta do dito de Jesus:Ai de vós, quando todos os homens vos elogiarem? (Cf. Lucas 6:20-26).

Por muitos anos nós os evangélicos olhávamos para a relação da Igreja Católica com a mídia e o governo com uma pontinha deinveja, fazíamos oposição, esperneávamos e criticávamos, mas o que queríamos mesmo era igual tratamento. Aquele distanciamento, talvez não soubéssemos à época, era tão positivo, tão sadio, tão bom! Pelo menos podíamos exercer o ministério de forma profética, denunciadora e imparcial.

Mas as coisas estão mudando, mudando rapidamente e mudando para pior, se sabe que o número de evangélicos superará o de católicos em pouco tempo, a mídia trata alguns pastores e alguns cantores evangélicos como celebridades, ocrescimento” numérico de algumas igrejas, junto com a quantidade de igrejas que televisionam seus cultos chega a um patamar, que era impensável cinco ou dez anos atrás. As alianças de partidos, com maioria evangélica, com o governo, tem aproximado muitos, que não exercem liderança eclesiástica e que não estão devidamente preparados para os cargos que ocupam, sedutoramente do poder.

Uma mostra do quanto a mídia está disposta a mudar para atrair a audiência evangélica é o atual tratamento que a Vênus Platinada, mais conhecida como Rede Globo, está dispensando às fileiras evangélicas. Antes os evangélicos eram retratados em suas novelas como charlatões, facínoras, hipócritas e ignorantes, basta ver os papéis caricaturescos de Juliana Paes e de Edson Celulari, em alguns seriados e novelas, hoje passam a ser parte de uma classe que deve ser respeitada, pois além de crescer em número, cresce em poder financeiro, muitos ascenderam à classe média nos últimos anos, junto com boa parte da população que se beneficiou do crescimento econômico e da estabilidade da moeda.

Terça-feira (18/10) o repórter Lauro Jardim, que contribui para o blog Radar on-line da Veja publicou uma nota que despertou o meu interesse imediatamente (Clique aqui para conferir a nota), na referida nota ele informa que a poderosa Rede Globo estaria programando a exibição de um mega evento evangélico que acontecerá no Aterro do Flamengo (RJ). O Festival Promessas, que está marcado para ocorrer em 10 de dezembro, deverá ser exibido pela emissora oito dias depois em um especial de fim de ano, concedendo o mesmo status que sempre concede à Xuxa, Roberto Carlos e Fábio Jr.

O time que foi escalado para “entrar em campo” naquele evento conta com pelo menos 09 (nove) estrelas de primeira grandeza da constelação gospel, são artistas badalados, que arrastam multidões atrás de si: Diante do Trono (que já é especialista em juntar multidões) David Sacer, Fernanda Brum, Fernandinho, Regis Danese, Damares, Ludmila Ferber, Eyshila e Pregador Lou, todos com a missão de levantar o público, que está sendo estimado em milhares de pessoas.

Então vem a minha dúvida: esta transmissão pela Globo deve ser realmente encarada como uma benção? Ou será que a TV do Grande Irmão ao invés de apresentar apenas o especial, quer na verdade manipular os fiéis, que são ingênuos por natureza, na sua luta diária por audiência com a Record, que é sua maior concorrente e é, de uma forma ou de outra, uma emissora evangélica? Só o tempo dirá qual a verdade por trás desta intenção. 

A Igreja Católica sempre lidou com o poder de forma mais equilibrada, às vezes ela olha de cima para baixo, ela não se torna subserviente, nem se deixa ser usada para manipular as massas, esse que é o medo que toma conta de quem de fato se preocupa com o segmento evangélico brasileiro, que por não estar acostumado a lidar com o poder de forma sadia, ou se aproveite do mesmo, se locuplete, ou então se deixe usar e se torne um mero instrumento para que a massa de fiéis seja manipulada.

Não sei, mas eu ainda acho que estamos em situação bem melhor quando estamos sendo perseguidos, quando estamos recebendo favores da sociedade e do estado acabamos não sabendo lidar com isso, e a história já nos mostrou onde podemos parar. 

Qualquer que seja a resposta, só nos resta orar pela Noiva do Cordeiro, que permaneça imaculada e sem manchas para as Bodas. E que sobre aqueles que pensam em usá-la e manipulá-la, rogamos a Deus que derrame de Sua misericórdia, mas também pedimos-Lhe que haja juízo sobre os que pensarem em vilipendiar a Noiva de Jesus!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...